quarta-feira, 26 de julho de 2017

TAÚ - Tudo Finda - (mixtape)


Eu estava pronto para descrever esse EP (que na verdade é uma mixtape) com algum som de bytes romantizados tipo “trilha sonora para seus sonhos”, no entanto, depois de varias audições repetidas, isso não soa verdade. Tudo Finda, o primeiro lançamento do projeto TAÚ - lembra mais o espaço estranho e maravilhoso entre acordado/ sonhando - aqueles momentos meio conscientes quando tentamos recordar os absurdos de nossas imagens noturnas. Lutando para segurar e subir de volta para dentro deles; Para enganar lógicas e regras e aprofundar esses momentos. Para apreciá-los e preservá-los em algum lugar antes de eventualmente, e quase incondicionalmente, se afastarem para sempre.

É justo dizer que a complexidade do tempo e do espaço são fatores-chave em todo o registro. A abertura delicada ( Apogeux ) é maravilhosamente equilibrada e imediatamente se obriga a que batidas suaves e minimalistas flutuem através de uma cama de tons não ajustados. A simplicidade terrena da introdução logo dá lugar a visões mais experimentais e eletrônicas. Mosh  é uma faixa fraturada que se arrasta sem percorrer, todos os sintetizadores irregulares e percussão agitada, antes que uma amostra  de experimentalismo surpreendente o leve a outro lugar inteiramente.

A atenção geral aos detalhes em toda mixtape é genuinamente algo para se maravilhar. A mudança de ritmo súbita e dramática para o final deTudo Finda e a construção nebulosa dos Caminhos são ambos os destaques de agitação, no entanto, os cenários suaves e sutis são assombrosos e perfeitamente estruturados em toda a parte. As amostras também são consistentemente absorventes, derivando dentro e fora dos procedimentos, nunca se sentindo fora de lugar ou insistente.

Então, como tudo isso é possível? TAÚ explica: Sou de Belém, produzo musica pop/eletrônica experimental de forma independente. Depois de finalmente criar coragem para expor os trabalhos que venho produzindo a algum tempo lancei a alguns dias 3 musicas que fazem parte de uma mixtape chamada ''Tudo Finda'' Além da produção musical em si, que é até então basicamente a base instrumental, desenvolvo uma imagem visual associada à uma poética que explique o conceito das musicas que lancei.

Para alguém que ainda aprende e aprimora seu ofício, Tudo Finda é realmente um começo surpreendente. Medido, fielmente construído e muitas vezes bonito, suas tendências de sonhos flutuam, permitindo ao ouvinte um vislumbre de mundos com os quais não estamos acostumados e caminhos que muitas vezes esquecemos de pisar. Passe algum tempo explorando-os e tente segurá-los o tempo que puder.

Nenhum comentário:

Postar um comentário