terça-feira, 2 de agosto de 2016

Transtorninho Records completa dois anos com novos lançamento e website




























Em agosto, o selo independente Transtorninho Records está completando dois anos. Ao todo, fomos responsáveis por 15 lançamentos, entre discos, EPs e singles, de artistas de Pernambuco, Alagoas, São Paulo, Rio de Janeiro, Paraná, Rio Grande do Norte e Distrito Federal. Realizamos parcerias com outros selos independentes do Brasil, organizamos e fizemos turnês com bandas novas pelo Nordeste; prensamos nossos discos em casa, fizemos camisas à mão e ralamos muito. Tudo com o objetivo de tentar colocar em prática um pouco do que acreditamos na música e alcançar a autonomia para ser quem somos, sem que ninguém mande na gente.

A partir de agora, todos os lançamentos da Transtorninho Records estão disponíveis em seu site oficial (www.transtorninho.com). A novidade vem do desejo de proporcionar aos artistas e bandas com quem trabalhamos mais um espaço para que as pessoas tenham acesso às músicas. Criado pelos próprios integrantes do selo que mal sabem usar o photoshop, com ferramentas disponíveis na internet e plataformas acessíveis a todo mundo, o site oficial do selo conta com material inédito, vídeos, músicas, fotos e texto.






















O primeiro lançamento dentro do novo formato é o da banda INFANTE, de Jundiaí, São Paulo. Eles lançam pela Transtorninho Records o primeiro disco, intitulado “1991”. O quarteto formado por Caio Molena, Fernando Lodi, Guilherme Luke e Danilo Guarniero, está em atividade desde 2012 e já contam com um EP, Murphy (2015). Enquanto no primeiro lançamento o grupo estava buscando experimentar qual seria a sonoridade com a formação recém-atualizada, “1991” traz um pouco mais de pé no chão, com momentos de guitarras barulhentas e a sempre presente influência do indie rock do anos 1990. 

Na gravação, o espírito do faça você mesmo foi predominante, assim como para muitas bandas que não têm condições de desembolsar altas quantias para gravar um disco. Da gravação e mixagem até a produção das cópias físicas, tudo foi feito e elaborado pelos próprios integrantes, usando equipamentos que tinham à disposição e força de vontade. Tudo na mão.
No decorrer das 12 faixas, gravadas no período de um mês, entre o estúdio Jardim Elétrico e a Chácara Recanto do Vovô, em Jundiaí, podemos ver a banda caminhar por diversas influências, passando do grunge ao indie/emo, garage rock, stoner, uma pitada de punk rock e doses de bandas como Pixies. Uma das faixas, chamada quase que ironicamente de "Avant-garde", é uma catarse lo-fi caótica com quatro minutos de muito barulho de guitarra.

O nome do disco é fruto de um acaso. A princípio, seria intitulado "Infante", mas, para não cair no clichê de lançar o primeiro CD homônimo, a banda decidiu colocar outra coisa. 1991 é o ano de nascimento de todos os membros. “Quando percebemos isso, veio essa sugestão e nem pensamos em outro nome”, explica Danilo Guarnieiro.
A arte da capa foi feita pela Julia Molena, irmã de Caio Molena. “Ela tinha postado no Instagram uma ilustração aleatória em aquarela e vimos que ela manda bem. Daí pedimos para que ela colocasse no papel alguma coisa que ela tivesse vontade, sem necessariamente pensar em um significado ou algo relacionado ao nome do CD, e isso acabou virando a capa”, resume Danilo.

SOBRE O SELO

Transtorninho Records é um selo formado no Recife por gente que gosta principalmente de rock, mas também de esquisitices variadas em termos de som e imagem. Não nos apegamos a um estilo musical específico ou a um nicho de mercado. O objetivo da Transtorninho é dar espaço e visibilidade a iniciativas nas quais acreditamos. Da música eletrônica ao rock de adolescente, nossos registros têm em comum a possibilidade de produzir e fazer música com o que se consegue, sem que limitações técnicas impeçam a fruição artística. Ouça nossos discos, compre nossos produtos, vá aos shows, mande-nos um email - faça o mesmo com outros selos; crie seu próprio selo; fomente a cena na sua cidade sempre pensando nos outros.... Trsntnnh rEx!

BAIXEM O DISCO DA INFANTE DE GRAÇA E ILEGALMENTE AQUI 

Nenhum comentário:

Postar um comentário