quinta-feira, 30 de junho de 2016

O mundo é um lugar bonito, você estragou tudo atirando nas estrelas






































MÓNÓ é uma expressão cunhada coletivamente pelos integrantes das bandas BLUES DRIVE MONSTER, Chabad, Hollowood, Vapor e We Are Piano, cujo significado busca expressar o entrelaçamento de ideias, anseios e experiências de cada um dos envolvidos, proporcionando algo que tivesse um pouco de cada um e simultaneamente representasse todos.

Esbarrando-se com frequência nos mais diversos espaços voltados à música autoral no underground paulista, notaram que havia mais semelhanças entre eles do que as suas propostas musicais poderiam denunciar. Esta constatação, somada a uma empatia que já existia entre as bandas, resultou no desejo de trabalharem juntos, o que desencadeou a produção de um split, o MÓNÓ.

Cada banda contribuiu com três canções inéditas que traduzem o melhor de um determinado momento de cada uma delas. Os grupos compartilharam estúdios, custos, informações, complicações, soluções, conceitos sobre música e expressão artística até finalmente atingirem seu objetivo.

MÓNÓ ganha à luz do dia exibindo face, cores, sons e linguagens próprias, expressando os sonhos, as verdades e as esperanças de cada pessoa envolvida em sua criação. Sem pretensão alguma, é a materialização de uma forma de ver a vida, através dos acordes, ritmos, palavras, gritos e melodias de uma pequena parcela da sua geração.

As bandas apresentam reflexos específicos dos momentos em que vivemos: complexidade, confusão, frieza, agitação, sentimento, medo, esperança, ódio e amor - mó nó. Cada música a seu modo.

O conceito do disco é confuso, porém também é específico, trata-se de iniciar sua própria vida nesse mundo cão, as celebrações e angústias de fases importantes. Passando por pensamentos de cabeceira, reflexões no busão, discussões, sensações de alegria, pertencimento, não pertencimento, dores, egoísmos e paixões, o disco possibilita a imersão na vida do jovem sonhador, não só de São Paulo, mas do mundo inteiro, que se depara com um mundo onde todos fazem aquilo que não querem. 

Apesar dos diferentes estilos abordados em seus temas, cada banda cumpre seu papel naquilo que se propôs a encarnar e ajudar a construir nesse projeto que vem sendo planejado desde 2012. Aqui tudo foi construído coletivamente entre os membros da banda e seus parceiros. 

Após muita pesquisa, o disco foi gravado por entre os estúdios Kalundu (Tiago Babalu) e Subway (Anderson Lima e Hugo Costa), priorizando nossas identidades até então. O disco é um prato cheio pra quem curte música alternativa brasileira, pois transita em diversos estilos que rolam por aí nos mais sombrios covis e fones de ouvido. Rock, garage rock, punk, pós-punk, hardcore, pós-hardcore, grunge, emo, pós-rock, psicodelia, música progressiva, música tradicional brasileira, música experimental, música avant-garde e música pop são alguns dos universos decifráveis da obra. 

Tudo somado, este split é um desdobramento notável. Ele detalha duas extremidades muito distintas do aspecto alternativo, e faz isso perfeitamente. Eu recomendo que você confira essas 5 bandas.

Faca o download com encarte completo, letras, agradecimentos e artes bônus AQUI

Nenhum comentário:

Postar um comentário