sexta-feira, 11 de dezembro de 2015

Magabarat: Música instrumental do mundo em primeiro álbum da banda caxiense

Foto: Paulo Pretz

A cena musical de Caxias do Sul não cansa de surpreender. Sons inusitados saem a todo tempo do alto das montanhas do Sul. Dessa vez a grata surpresa vem do som instrumental, altamente experimental e cheio de referências da banda MAGABARAT, formada por Guilherme Santin (sintetizadores e programações), Guido Bracagioli, (contrabaixo e flauta transversal) e Felipe Girotto (bateria e percussão), que lança seu primeiro álbum homônimo.

À luz de nomes como Azymuth, Hermeto Pascoal, Emerson Lake & Palmer, caminhando figurativamente do Oriente à New Orleans, da Jamaica à velha Inglaterra, das veredas do sertão brasileiro até pousar na Serra Gaúcha e sua confluência cultural, perpassando pelo universo astrofísico, surge a Magabarat com extenso referencial nas músicas mais bem elaboradas criadas mundo afora.  

Estilos como funk, soul, jazz, chamamé, salsa, baião, reggae, milonga e tango dão graça ao som progressivo quase psicodélico, cheio de samples eletrônicos e etnicidade da Magabarat, que, de acordo com os músicos, a amálgama de referências pode tanto ser uma característica marcante quanto o seu desprendimento. "A referência pode caracterizar o som de uma banda, mas pode, também, descaracterizar ele, como aconteceu no nosso caso. Somos tão abertos à música do mundo que somos uma junção de tudo isso, e gostamos muito!", afirma Guilherme Santin, com aval de Girotto e Bracagioli.

O álbum físico, homônimo, lançado pelo selo musical caxiense Retrola Discos, foi fomentado pelo Financiarte - política pública de incentivo à cultura da Prefeitura Municipal de Caxias do Sul -, e é formado com oito composições próprias. Gravado no inverno de 2015, no estúdio Noise Produtora de Áudio, o trabalho contou com as participações especiais dos músicos Rafael De Boni (acordeon), Luciano Balen - Projeto Ccoma - (derbak) e Marcos De Ros (guitarra).

A produção musical ficou a cargo de Luciano Balen. A produção executiva é da De Guerrilha Produções Artísticas e para mixagem e masterização, o nome responsável é Marcelo Generosi.


Pelas mãos do publicitário e designer Alisson Andrighetti surgiu a identidade visual deste trabalho da Magabarat. Na capa pode-se visualizar um robusto elefante entre montanhas e serração - característica climática da Serra Gaúcha -, ladeado por araucárias. A escolha dos componentes foi feita correlacionando pilares que sustentam a produção musical da banda: a regionalidade/identidade de seres que habitam as montanhas do sul do Brasil e a etnicidade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário