quinta-feira, 12 de novembro de 2015

Bloomtrip / (Interstate) / 2015

Foto: Thiago Fialho 

Barulhentas batidas imperfeitas; este disco tão incrivelmente divertido de se ouvir. Bloomtrip é uma banda descompromissada e otimista com relação ao trato com instrumentais e vocais. Herdeiros do dinamismo  grunge e do rock alternativo de 90 criaram um som muito original em linha reta a partir da primeira faixa de ‘’Interstate’’. Ultimamente, esse gênero está vendo o crescimento incrível de pequenos grupos locais, que normalmente consiste em não mais de 3 pessoas, cada um com seu próprio som exclusivo. O que é realmente notável sobre grupos como Bloomtrip é a sua capacidade de equilibrar eficazmente influência e som original com a grandeza dessa época tão marcante para a música.

Este álbum é demasiado simples para ser inovador, mas de maneira muito honesta para ser nada mais do que agradável e emocionalmente emocionante, e não parece que a banda estava tentando ser nada mais do que isso. Bloomtrip não soa como o tipo de banda que quer quebrar barreiras e percorrer o país constantemente, ela se sente como uma banda que só quer fazer a sua própria coisa e tudo o que acontece, acontece. Independentemente de saber se estou certa ou não, eu absolutamente gostei muito deste álbum pela honestidade e simplicidade em cada detalhe, a presença vocal é profunda e suave como às faixas vocais em camadas  que complementam os dedilhados de guitarra esporádicos e ferozes. Apesar da natureza simplista de composição da banda o conteúdo lírico é extremamente ameaçador.

A banda já muito bem estabelecida em uma assinatura sonora que é muito difícil de comparar. Influência de shoegaze flutuando por cima de tudo em um estilo apropriado de grunge lo-fi brincando com o emo sujo, às vezes adicionando cor outras vezes carregando uma melodia essencial, mas sempre lá para derreter seu coração doce e jovem, acessível e estranho, perfeito para um filme de Danny Boyle ou Zoe Kazan. Este álbum é como uma glândula de Skene com sabor de sorvete. E quem não gosta orgasmo e sorvete?

Nenhum comentário:

Postar um comentário