segunda-feira, 5 de outubro de 2015

This Lonely Crowd - Meraki (2015)


Permita-me lhe poupar algum tempo - este álbum é sensacional. Sucessor de “MöbiusAnd The Healing Process” (2014) , “Meraki” é sem dúvida um dos álbuns mais refinados e impressionantes na memória recente, a realização do mais alto para a música agressiva e uma marca contemporânea do gênero. Se você se considera um fã de música shoegaze e qualquer um dos subgêneros associados, o seu tempo é melhor gasto a navegar para um fluxo continuo do disco, pelo qual todos os outros serão medidos.

Meraki é o quarto disco cheio do TLC e um raro exemplo de um registro em que cada nota e ritmo se sentem como se fossem colocados com o maior cuidado e reverência. Não há descanso na guitarra incessante, há passagens que se inclinam sobre a esmo; em vez disso, cada nota serve para continuar a construir uma melodia, para ajudar a estabelecer o tom, ou para o progresso da canção para o próximo movimento. A seção rítmica é igualmente notável, tanto com guitarra-baixo e percussão realizada com velocidade e precisão, mas os dois não são tão chamativo ou extravagante, de modo a prejudicar o resto da instrumentação. Na verdade, Meraki apresenta o TLC como uma banda tocando completamente em sintonia um com o outro, cada membro consciente de seu papel no maior âmbito do álbum.

Parte do que torna o disco uma sensação tão completa e monumental está em como perfeitamente a banda conseguem prestar homenagem a cada faceta do próprio gênero que eles estão impulsionando para frente. Existem vestígios de influência do shoegaze mais melódico, com certas passagens e progressões recordando bandas como A MARC Train Home, Airs; a metade do álbum de abertura nos brinda com alguns desses momentos, mas essas passagens muitas vezes explodem em fúria corajosa, espasmódica, e distorcida. 

Meraki é um disco forte, especialmente nos momentos em que ele quebra livre das tendências e previsibilidades de seus gêneros, impecavelmente colocando passagens mais suaves, e, com a sua última faixa, uma parede envolvente de riffs brutais que ameaça engolir ouvintes incautos. Em meio a tudo isso, mantém um tom implacavelmente escuro e desgastado, às vezes sujeitando o ouvinte a essa catarse violenta entre bonito e opressivo.

Ouça abaixo e faça o download AQUI 

Nenhum comentário:

Postar um comentário