quarta-feira, 26 de agosto de 2015

Som e Fúria Records aposta em independência coletiva


A Som e Fúria Records é um novo selo de Curitiba criado para ajudar bandas independentes a terem mais visibilidade baseando-se em uma filosofia "faça você mesmo", aliada a "ações entre amigos" na qual os artistas ajudam uns aos outros na divulgação de seus trabalhos. 

O primeiro lançamento do selo é o EP "Cotton Chains", do Lindberg Hotel, e já estão previstos materiais das bandas She Is Dead (em estúdio) e April Seven (em pré-produção), Twelve Street e The Shorts (ambos em fase de mixagem).


Melodias pop dos anos 60 e guitarras cheias de feedback e texturas dos 90 formam a base do som do Lindberg Hotel. O projeto de um homem só, no caso o guitarrista e compositor Claudio Romanichen, já lançou dois álbuns, ambos em 2014, sendo que o segundo figurou em algumas listas de melhores lançamentos independentes do ano. Nas raras apresentações ao vivo, Claudio conta com a ajuda do guitarrista Eduardo Ambrosio e se utiliza de programações. Após participar de algumas coletâneas, o Lindberg Hotel agora lança seu novo EP, “Cotton Chains”, o primeiro lançamento da Som e Fúria Records, e no momento está preparando as composições de seu terceiro álbum.
O novo EP, “Cotton Chains” pode ser ouvido e baixado AQUI 



Se David Lynch conhecesse o April Seven, possivelmente alguma música da banda faria parte da trilha sonora de seus filmes. O som, uma mistura de surf music, baladas estradeiras esquisitas, punk e pop sessentista, emoldura as letras crípticas, estranhas e tristes de Junior Oliveira, acompanhadas pelos arranjos de guitarra de Mau Carlakoski. Após lançar em 2013 o EP “small collection of songs about love and destruction”, que apesar da pouca repercussão, guarda oito pequenas pérolas a serem descobertas por ouvintes mais atentos e espertos, o April Seven prepara-se para a gravação de seu segundo EP pela Som e Fúria Records.

Ouça April Seven AQUI 























Mau Carlakoski comanda com sua guitarra o quarteto She Is Dead. No som da banda estão ecos de hardcore e das guitarras indie dos anos 90, originando um som enérgico e até dançante em alguns momentos. A banda conta ainda com Kim Tonietto (baixo), Daniel Sassaki (guitarra) e Alessandro Santiago (bateria), e está gravando o seu EP de estreia a ser lançado pela Som e Fúria Records.



















O maranhense radicado em Curitiba, Pedro Moura, é o cérebro por trás do Twelve Street, uma banda com composições precisas, românticas e cheias de distorção com visível influência de sons garageiros dos anos 90s e 00s. Após lançar seu primeiro álbum “Almost Twelve”, gravado e mixado em São Luís no início de 2015, a Som e Fúria Records orgulhosamente anuncia o próximo EP do projeto, dessa vez composto por lindas baladas com violões e pianos.

Ouça Twelve Street AQUI 

























O quinteto The Shorts, na ativa desde o início de 2014 e protagonista de apresentações enérgicas e urgentes nos palcos underground de Curitiba mistura influências de variadas vertentes do rock alternativo, grrl power e ambiências muito bem-vindas, que poderão ser conferidas em seu primeiro EP – intitulado “Serendipity” – lançado pela Som e Fúria Records. Natasha Durski (nos vocais), Andreza Michel (baixo) Babi Age (bateria) e Taís D'Albuquerque e Daniel K. nas guitarras são os responsáveis pelo estrago.

Ouça The Shorts AQUI 

Nenhum comentário:

Postar um comentário