quinta-feira, 21 de maio de 2015

Supercolisor lança Zen Total do Ocidente


No último dia 20 de maio de 2015, a banda amazonense Supercolisor (antiga Malbec) deu um passo importante para consolidação da sua carreira – o lançamento do seu novo álbum, Zen Total do Ocidente.

O sucessor do EP PrimeiraMarcha (2009) e do álbum de estreia Paranormal Songs (2012), chega causando grande curiosidade depois de muita expectativa. A primeira música de trabalho, Planetário, divulgada em conjunto com o belo videoclipe de animação lançado no último dia 12, já conta com mais de 85 mil visualizações somadas entre o canal do YouTube  e a página do Facebook da banda – um sucesso inusual para a cena musical independente do norte do Brasil.

A cuidadosa gravação e produção de Ian Fonseca (também vocalista e pianista da banda) das 13 faixas inéditas que compõem o disco, todas em português e assinadas pelo conjunto, foram trabalhadas com grande zelo. O álbum foi inteiramente produzido e gravado no espaço da banda em Manaus entre o fim de 2014 e o início de 2015 e foi levada a Nova York para a mixagem do engenheiro de áudio Daniel Schlett (que já trabalhou com artistas como Bob Dylan, Beirut, Ghostface Kiillah e DIIV) no estúdio Strange Weather, sendo finalizado com a caprichada masterização de Joe Lambert (de artistas como The National, Animal Collective, Dirty Projectors e Sharon Van Etten), que já havia trabalhado no primeiro disco do Supercolisor.

O título Zen Total do Ocidente amarra o conceito do disco que alterna canções delicadas com momentos de intensidade sônica, característica já atrelada à estética da banda. “Esse título misterioso surgiu na minha cabeça à medida que construíamos o disco e o impacto que a ideia me causou foi suficiente para que tivesse que escrever uma faixa homônima tentando descrever a sensação que essa expressão tenta transmitir”. A experiência de composição dessa vez teve enfoque mais pessoal, íntimo, e imagino que essa será a maior diferença notada pelo público entre este e os trabalhos anteriores. “Este álbum é um retrato da confusão de sentimentos extremos sentidos nesta altura da vida: paixão, morte, envelhecer, rompimento e especialmente saudade”, descreve Ian Fonseca.

A chamativa capa do novo trabalho consiste na fotografia de uma tapeçaria, feita pelo premiado artista iraniano Mohammad Reza, que também é o autor das demais imagens que compõem a arte gráfica do lançamento. “Essa imagem traduz uma série de coisas que conversam com a mensagem do disco. A tapeçaria é um lugar de trabalho intenso e cuidadoso, e isso tem muito a ver com a nossa rotina. Vendo a foto você não consegue definir se os trabalhadores estão tristes ou felizes, cansados ou relaxados, e, claro, a foto é belíssima”, explica Zé Cardoso, vocalista e guitarrista.


Ainda sobre a imagem, Diego Souza, guitarrista da banda, detalha: “Essa ambiguidade sugerida pela capa é perceptível também nas músicas. Aliás, chamar o disco de Zen Total do Ocidente e usar como capa uma foto feita no Oriente Médio com a tipografia disposta conforme o estilo oriental, já é um comentário por si só – é uma forma da banda aglutinar diferentes ideias aparentemente contraditórias num conjunto harmônico, fugindo do convencional”.

“O disco tem natureza mais brasileira, até por ser inteiramente em português, mas, conforme avançamos na carreira, cada novo trabalho é um passo importante na construção de uma identidade própria, desvinculada de rotulação – a nossa busca nesse momento é pelo som do Supercolisor”, explica Natan Fonseca, baterista do conjunto.

O disco está disponível gratuitamente no site oficial da banda para download e streaming e também  disponível para audição em plataformas como o Itunes, Spotify, Deezer e YouTube. O disco físico vem logo na sequência e sua venda será anunciada nas redes sociais da banda. “Estamos programando um show de lançamento que será anunciado em breve para amenizar a dívida de longo tempo que temos com o nosso público, que tem pedido nossa volta aos palcos desde que nos internamos na feitura deste novo disco. Vai ser um ano agitado, com muitos shows em Manaus e por todo o Brasil”, conclui Silvio Romano, baixista da banda.
https://www.facebook.com/supercolisor
https://www.youtube.com/user/supercolisor

Nenhum comentário:

Postar um comentário