terça-feira, 28 de abril de 2015

Ouça - O novo EP da Ombu ecoa amor e jovialidade sem exageros


Sem palavras, capas de discos dessa natureza exuberante são algo que você tem que parar e admirar. Imagens que sintetizam visualmente um pouco do universo musical de cada artista. Muitas vezes, elas são a marca de um líder da banda pretensioso que pensa que a música ou sua banda é abstrata e sofisticada o suficiente para ser transmitida através de cores. Se a capa do disco anterior da Ombu era mais reservado e humilde, eu posso garanti que ‘’Mulher’’ transmite ao longo de 6 faixas uma homérica trinca de melodias apaixonadas e banhadas por um sentimento comum e jovial. Se a capa já se mostra expressiva, imagina no decorrer do registro.

Ombu é composto por João Viegas (baixo e voz), Santiago Mazzoli (guitarra) e Thiago Barros (bateria). Sua música, embora baseada em post-rock, também contêm elementos minimalista e instrumental post-hardcore. O som deste EP é mais experimental, com uma leve e deliciosa psicodelia presente na maioria das faixas, sendo servidas com instrumentação de rock padrão e alguns toques orgânicos que parecem alinhados em uma mesma atmosfera de leveza e suavidade.


Intencionalmente tímido e apaixonado, o disco se mostra maduro e com bons momentos. Mulher é um registro paciente, permitindo transições prolongadas que limpam a estética apenas o suficiente para dar lugar a um curso totalmente diferente de energia. Faixas como "Saiba" incorpora palavras falada como lirismo, e "Caule" Vem completamente fora do campo da esquerda com a adição de acordes simples. Tenha certeza, há também uma abundância de mais elementos 'tradicionais' que permeiam o som do trio. Apesar das influências óbvias da banda, é claro que há uma riqueza de pensamento original embutido, estabelecido, mas para empurrá-lo ainda mais, incorporando novas ideias em um som já impressionante.
http://ombu.bandcamp.com/ 

Nenhum comentário:

Postar um comentário