quarta-feira, 29 de abril de 2015

Deb and The Mentals - Quarteto grungey-ish noisey lança primeiro EP


Deb and The Mentals é o mais recente longa-metragem escrito por nomes já conhecidos da cena independente paulista: Deborah Babilonia , Stanislaw Tchaick , Guilherme Hipólitho  e Giuliano Di Martino. O primeiro registro do quarteto, "Feel The Mantra", apresenta um rock direto, sem frescura, sujo e já vem ao mundo chutando e gritando alto. A sonoridade agressiva leva a uma progressão de acordes que parece um chamado direto do inferno grunge, e de lá para linha vocal impetuosa de Deborah. ‘’Take It Away’’, a faixa de abertura do EP, define o tom para o registro não em seu som, mas no seu dinamismo insone que se move de paisagens sonoras arrebatadoras de guitarras para linhas doces com rapidez e graça austera em ‘’Again’’.

Na sequência de "Feel The Mantra", aparece ‘’Not Waiting’’, trazendo melodias cativantes e intensamente povoadas por elementos que definiram os anos 90, sem soar estigmatizado ou clichê. ‘’Feel The Mantra’’ soa em tom de despedida, quase um mantra jazztone torto e apaixonado. No geral, as composições do EP são impressionantes, com a maioria das canções beirando a marca de dois minutos, mas ainda mantendo variação de instrumentação e riffs que é acentuada por uma produção que traz elementos rítmicos e melodias de guitarra para reverberá-la, sem perder a coragem e o mergulho refrescante intenso. Deb and The Mentals são enérgicos, mas muito controlados em sua entrega, oferecendo uma variedade de riffs de guitarra muito precisos e complexos, com velocidades de ritmo de mudança de faixa para faixa.

O primeiro EP é claramente o resultado de um crescimento significativo como banda e como compositores, e é o tipo de registro verdadeiramente incrível, que se pode construir uma sequência.  Essa é a característica mais bela que faz a banda destacam-se entre um mar de DIY contemporâneos;  O registro é apenas  mais que bom, Produção fantástica e composições bem planejadas. Mas o que se pode esperar de grunge 90’? Se pós-grunge-punk com um toque de noise gira sobre si, figurativamente ou literalmente, verifique essa banda.  Em determinado momento, desesperadamente desejei camisas de flanela Chuck Taylor.

Nenhum comentário:

Postar um comentário