sábado, 16 de agosto de 2014

Medrar apresenta seu primeiro videoclipe

Desde o segundo semestre de 2013 a Medrar existe e surge com sua postura pós-punk em uma cena colossal que engloba sua cidade natal, Sorocaba em SP. Junção dos músicos Zé Aquiles, baterista das bandas Malditas Ovelhas e Meneio; Mya Machado, Ari Holtz e Sidan Rogozinski. A banda se apresenta como: ''Do sussurro ao grito desesperado, do caos harmônico à canção torta''. Suas letras dão conta do universo em expansão confinado em uma cabeça, um peito, um quarto. Vão do mais particular sentimento às impressões geradas por alguma andança pela multidão.

A banda tem uma forte inspiração no artista espanhol, Fofinski Dorado, o que acabou rendendo o nome da banda que tecnicamente significa Crescer. É interessante e curioso ouvir o quanto o caos se comporta de forma amistosa e corajosa no processo de colagem de sons inexatos que contribuem para o turbilhão musical que parece ser o principal alicerce do grupo. Combinação explosiva de som grosso, incerto e agressivo com arranjos sintéticos, anárquicos e voz torta, suja e doente. Isso pode muito bem descrever esse quarteto tanto em palco como em estúdio.


Medrar parece viver um processo de maturação, da procura da exatidão das melodias e formulas de sonoridade, procura pela maturidade de seu trabalho. Parcialmente linear, a faixa de seu futuro EP, Labirinto, mostra uma harmonia que reflete uma linha temática que orienta o grupo.
Longe de ser minimalista e hermético, medrar precisa de tempo para inclinar ou desconstruir o estilo que se propõe a trabalhar. Por enquanto, é apenas um resumo caótico pré ou pós-apocalíptico, nas que revela sua essência e um potencial assustador de tão bom e tão capaz de se reinventar.
    
    

Medrar é:
Ari Holtz: (Baixo)
Mya Machado: (Voz)
Sidan Rogozinski: (Guitarra/Voz)
Zé Aquiles: (Bateria)

Labirinto por: Marina Hungria
Links: https://soundcloud.com/medrarmusica
          https://www.facebook.com/medrartudo
          https://twitter.com/medrarmusica
          http://vimeo.com/medrar

Nenhum comentário:

Postar um comentário