domingo, 20 de julho de 2014

As ondas estavam apenas se aproximando da praia

Dentro de temas importantes da música dos anos sessenta e setenta, principalmente a Surf Music e o Funk, a Boom Project Band, fundada diretamente com essas influências, trabalha trilhas e arranjos instrumentais, misturando os estilos e extraindo deles ritmos inusitados que formam a identidade da banda. O estilo foi batizado em uma brincadeira do ex baixista Miro Dantas de ''Surfunk'', surge oportuno quando ouvimos e identificamos esse ritmos em uma junção do Contra Baixo funkeado, dos efeitos e a pegada surfada da Guitarra, acompanhados pela batida de Rock And Roll da Bateria.

 




Boom Project Band é de São Paulo, a banda é formada por Chico Leibholz (Bateria), Rodrigo Fonseca (Baixo) e André Zaccarelli (Guitarra), o primeiro disco do grupo foi lançado em 2011 e produzido por Rafael Crespo. Os Rolezinhos pelos anos insanos 60 e 70 e pela surf music ainda ditam o ritmo das composições, de maneira que se torna a predominante marca do trio em todas as faixas do disco.
O instrumental harmonioso de ''Boom'', traz a pegada marcante do funk. Já ''Reloginho Safado'' apresenta acordes suaves e riffs típicos da surf music, ''O Último Trago de Schulz'' renova um apelo jazzístico momentâneo e necessário que logo é dominado pelo baixo marcante e os riffs inflamados da guitarra que parece anunciar a partida para uma batalha. Ao colocar o play em ''Lobo na Água'', não tem como não querer dançar alucinadamente com um pote de sorvete na mão. A bela ''Indiferente, Groove'', já entrega tudo, é a referência para o fim do delicioso disco dos caras.

Faixas contagiantes e chapadas do começo ao fim com um instrumental de respeito e muito bem trabalhado, criativo e ensolarado. Bebendo do funk, passando pelo lo´fi, surfando nas ondas do surf rock, Boom Project Band parece ser uma grande aposta refrescante para um público mais sedento por esse tipo de som.

Ouça, Compartilhe, Baixe ou Faça Nada!

     

Nenhum comentário:

Postar um comentário