sexta-feira, 27 de junho de 2014

Longe da esquizofrenia garageira

De Joinville (SC) vem a Bela Infanta, banda que faz um shoegaze bem compactado com o Dream Pop e Post-Punk com uma linha anos 80,90 de grupos como My Bloody Valentine, Depeche Mode, The Cure, Joy Division, New Order, The Smiths e outros tantos.

''Bela Infanta é sem dúvida umas das grandes expoentes da música alternativa já surgida em território catarinense e uma das bandas mais impressionantes e criativas dentro da cena independente nacional.
com 3 EPs na bagagem, ''Branco'' de 2009, ''As Vezes Os Pássaros Não Voam Pro Mesmo Lado Do Inverno'' de 2011 e o atual ''Apenas Cinco'' de 2013, o quarteto mostra toda sua força em canções que impressionam tanto nas letras pela tamanha sutileza poética encontrada em cada uma delas, quanto na atmosfera criada pelos quatro integrantes, onde os climas introspectivos impregnados por texturas obscuras regem toda a soundscape inebriante magicamente tecida pela banda''.








A linha instrumental do grupo é renovada e diferente com um clima intimista com teclados intensos, bateria tímida e baixo saturado. O vocal impressiona pela ousadia de catar em português um gênero de música tão fragmentado e por vezes regurgitado em inglês.
Simples fato, isso não é problema para o quarteto e sua música que atravessa um território urbano de melancolias e referências existenciais, agregado de versos sombrios e doces que explodem nos instantes finais de cada faixa.  

Bela Infanta é:
Marcelo Casas-Bateria
Stenio L.de Souza-Baixo
Deivys Joenck-Voz/Teclado
Israel Rolim-Guitarra


   

Um comentário:

  1. Banda ótima, que a meu ver traduz fielmente a vibe da melancolia catarinense

    ResponderExcluir