domingo, 27 de abril de 2014

Far From Alaska disponibiliza duas faixas de ''ModeHuman''




















A banda potiguar, Far From Alaska soltou duas novas faixas do seu primeiro Full Length intitulado ModeHuman.
O disco tem previsão de lançamento para 13 de maio e apresentado ao público no festival Bananada (GO).
Os singles ''Deadmen''  e ''Politiks'' continuam o massacre sonoro que o FFA faz com muita competência e originalidade, aliando uma dose de sintonia e harmonia entre seus membros.

ModeHuman promete ser um um álbum para ser ouvido com muita atenção, fiquem ligados no lançamento e ouçam as ''Aves do Alaska''.

 

quinta-feira, 24 de abril de 2014

This Lonely Crowd lança novo álbum- ''Möbius And The Healing Process'' (2014)






































Poesias, fadas, duendes, saraivadas de guitarras, vocais gritados- soterrados por efeitos etéreos de rifss alucinantes e frenéticos - Dor, agonia, prazer, fúria, alegria, melancolia divina... Tudo isso e mais um pouco, se encontra em ''Möbius And The Healing Process'', terceiro disco da banda curitibana, This Lonely Crowd.

O álbum é uma narrativa de começo e fim, tendo como base os sentimentos que marcaram a banda nos últimos meses. É um trabalho conceitual, ávidos leitores de fábulas e contos de fadas, as letras contam a história de uma garota na eterna fuga de um lobo em uma estrada na forma de fita de möbius, enquanto se protege de pétalas e pássaros para enfrentar seus medos.

TLC começou em 2009 e em 2010 lançaram o primeiro EP An Endless Moment Everyday All The Time pelo selo paulista Sinewave, especializado em post-rock. A banda deixa claro que o seu leste-oeste é o Shoegaze e o Post-rock, e o seu norte-sul é o Heavy Metal e a música experimental. O TLC se apresenta ao vivo poucas vezes, isso não é muito a praia da banda. Basicamente tocam ao vivo uma, duas vezes por ano... Segundo eles, ''Cria um certo mistério e torna a apresentação mais especial''.





A banda é diferente em tudo, um ar de mistério encantado circula na banda, o que só atiça a curiosidade em torno de uma das mais intrigantes e criativas do independente nacional. Seus integrantes adotam nomes de personagens de Lewis Carroll. 

Cirus The Brewer- Guitars
Bubba The Panda- Guitars
Preceptor Teeth- Voice and Guitars
Granamyr- Drums
Honeydew- Bass and Voice

Vale ressaltar que o vocal lembra muito Billy Corgan (The Smashing Pumpkins). O nome da banda surgiu da necessidade ou uma brincadeira depreciativa ao tipo de som que a banda faz.  A sensação que sempre tiveram que nunca tinha ninguém para escutar o som que produziam. Na verdade, é um som muito especifico para poucas pessoas, e estas o apreciam intensamente. Na discografia da banda tem 3 discos: Some Kind of Pareidolia-2011,  Pervade-2012 e o recém- lançado, Möbius And The Healing Process  EPs: An Endless Moment Everyday All The Time- 2010 Ephemeris- 2010 Entangled Chaos- 2010 Doppeldanger and Other Delicious- 2012. O TLC é como um livro inacabado ganhando capítulos e capítulos... Quando acabar, teremos a sua obra para nos dar saudade do tempo passado.  





quarta-feira, 23 de abril de 2014

Mineiridade em Alta



Rua da Virada é uma família musical composta por 10 integrantes (Lembrei logo do Trupe Chá de Boldo).
O grupo começou em 2012 nas cidades de Ouro Preto e Mariana (MG).


''Mim Geraes''-(2013) é o primeiro disco da banda que traz um universo de gêneros, ritmos e estilos musicais que completam o grupo.
O processo criativo vai do jazz ao mambo, que traça um caminho do rural ao urbano, entre a cultura de raiz e a globalizada. O estilo da Rua da Virada nasce da síntese desses contrastes, da particularidade de suas letras que trabalham as atuais relações de amor e experiências do sujeito nos diversos ambientes da vida contemporânea.
Rua da Virada une poesia e música em arranjos globalizados com a música do mundo, um som cheio de perfume, amor e mineiridades.

A banda é formado por:
Adner Sena- (Arranjos/Voz/Viola Caipira/Guitarra)
Cássia Silva- (Percussão)
Gabriela Guadalupe- (Voz)
Henrique Nolasco- (Bateria)
Henrique da Silva- (Arranjos/Percussão)
Pedro de Grammont- (Arranjos/Violão/Voz)
Rao Soares- (Arranjos/Voz)
Tiago Valetim- (Arranjos/Percussão)
Vitor Dias- (Arranjos/Flauta Transversal)
Paulo Santana- (Baixo/Arranjos) 
   




Elliott Smith encontra Lô Borges


Transmissor é o tipo de banda que ensaia artesanalmente, que ainda vê o oficio de fazer música em primeiro plano. Uma coisa meio anti-hipe, anti-hipster, ''antimonotonia''.

O sexteto mineiro se formou em meados de 2006, em Los Angeles (EUA) onde a maior parte dos integrantes morou.
Sua música flerta com Folk, Pop, MPB, Indie, Brit Pop e uma ''Tropicalhada'' bem atual.
A voz de Jennifer soa bem trabalhada em um doce balanço gostoso e suave.


A banda tem 2 discos gravados e recentemente lançou o seu novo trabalho chamado ''DE LÁ NÃO ANDO SÓ'' produzido por Miranda, gravado por Henrique Soares e mixado por Tomáz Magno.
Em 2008 saiu o primeiro álbum do grupo - ''Sociedade do Crivo Mútuo''.
E em 2011 o segundo álbum - ''Nacional'' os dois discos podem ser baixados AQUI

Sociedade do Crivo Mútuo- 2008
Nacional- 2011

















Esse ano saiu ''Ainda Somos os Mesmos'', tributo ao cantor Belchior só com artistas da nova cena independe nacional. 
Transmissor participou com a Música: ''Fotografia 3x4''



Transmissor é:
Pedro Hamdan- Bateria
Daniel Debarry- Baixo
Henrique Matheus- Guitarra/Bandolim
Jennifer Souza- Voz/Guitarra/Violão/Baixo/Ukelele
Leonardo Marques- Voz/Guitarra/Teclado
Thiago Corrêa- Voz/Violão/Teclado

O novo disco apresenta uma sonoridade rica em melodias e harmonias, um formato que prima pelo amor e dinamismo de cada  integrante.







Download do novo disco
http://transmissor.tv/

segunda-feira, 21 de abril de 2014

Memórias de um Caramujo lança o Single ''Ávida Dúvida''



Memórias de um Caramujo libera o primeiro Single do seu aguardado novo disco, ''Cheio de Gente''.
A faixa ''Ávida Dúvida'' tem harmonia, melodias e uma letra belíssima que encanta logo de cara.
A banda conseguiu atingir a meta no Catarse, para financiamento coletivo para o lançamento do seu novo disco.
Cheio de Gente será lançado dia 09 de maio no Auditório Ibirapuera SP.

 


Confira o novo Single, um aperitivo divino e Cheio de Gente boa.
  
Saca só as Gravações de cordas para o novo disco.



domingo, 20 de abril de 2014

Shoegaze Ortodoxo e Atmosférico


Loomer é total anos 90, Shoegaze, Grunge, Noise, Dream Pop e Punk, aliando momentos mais agressivos com distorção no talo a melodias mais doces e vocais casados.
My Bloody Valentine é referencia em tudo, até no nome da banda- ''Loomer'' é o nome de uma música do disco Loveless da banda irlandesa.

A banda começou em 2008 no Rio Grande do Sul, terra de boas bandas e de belas garotas (rsrs)....
Toda energia que transpira do som da Loomer é resultado de suas influências sonoras que vão de Dinosar Jr, Sonic Youth, Sebadoh, Red Red Meat, Love Battery e claro, My Bloody Valentine. 






Melodias puras, vocais sussurrados e soterrados por camadas cheias de guitarras que se distorcem e estragam seu tímpano. Loomer tem três trabalhos gravados em sete anos de vida, o primeiro EP se chama Mind Drops (2009) foi gravado por Lucas Pocamacha ( Superguidis) e foi lançado pelos selos Senhor F Discos e Midsummer Madness A banda prosseguiu tocando pelo RS e interior se apresentando em vários festivais pelo Brasil.



Em 2010 saiu o segundo disco, intitulado Coward Soul, através da colaboração dos selos: Midsummer Madness (RJ), Senhor F Discos (DF) e Sinewave (SP).
Coward Soul é o segundo EP da banda gravado em junho de 2010 no Estudio Dub (Porto Alegre- RS), Mind Drops foi mixado por Fabio Gabardo e Loomer e masterizado em casa pelos guitarristas Richard e Stefano.


''Coward Soul inclui 5 faixas carregadas de feedback, estourando guitarras barulhentas e um vocal descuidado e despretensioso'' Rodrigo Lariú- (Midsummer Madness).


''Este novo EP, contendo cinco musicas, Loomer se consolida como um dos principais nomes da cena. Atraindo novas gerações e fãs do som dos anos noventa. Assim como em seu álbum anterior, guitarras elétricas ainda são a qualidade mais marcante desse quarteto'' Fernando Rosa- (Senhor F Discos).

Em 2013 saiu o primeiro disco cheio da Loomer, ''You Wouldn't Anyway''  com produção de Richard e Stefano e masterização de Paulo Casaes (Fujimo/Transfusão Noise Records).
O disco reúne musicas inéditas que não se encontram nos dois EPs anteriores da banda, com pegadas mais sinuosas e belas melodias que cativam o ouvinte apreciador do gênero.

You Wouldn't Anyway marca um novo começo para a banda que esteve perto do fim em 2013 e a saída da baixista Liege Milk que segue com suas bandas Medialunas e Hangovers. Quem assume o baixo da Loomer é Fernanda Schabarum que toca nas bandas ( Parkplatz e A Red So Deep).
A banda é composta atualmente por Richard La Rosa (Guitarra), Stefano Fell (Vocal/Guitarra), Guilherme Figueiredo (Bateria) e Fernanda (Baixo).
     

quinta-feira, 17 de abril de 2014

Um Tributo ao Sedaboh


18 SUPER BANDAS DA TERRA BRASILEIRA APRESENTAM 19 VERSÕES DE UMA DAS MAIORES BANDAS LO FI AMERICANO.


Tributoh é um projeto do músico e jornalista mineiro, Leandro F., que em 2006, através de emails trocados com Lou Barlow- lider do sebadoh, falou de sua vontade de promover um tributo ao grupo americano com bandas independentes brasileiras. com a aprovação de Lou, leandro começou a divulgar o projeto para interessados e obteve um total de 14 bandas que enviaram suas versões para ele.
O ttibuto foi chamado de Tributoh. só que devido ao número abaixo das expectativas do que leandro havia almejado para o lançamento, o projeto foi engavetado.



Sabadoh
Em 2012 o Sabadoh voltou aos palcos e com isso, o Tributoh foi lembrado pelos amigos Mariana Garcia e Mateus Waechter. 
Com a nova curadoria composta pelos dois amigos, o projeto foi finalizado.

terça-feira, 15 de abril de 2014

O Doce Pássaro do Alaska




Far From Alaska Surgiu em 2012 como uma revelação poderosa do Festival Planeta Terra.
Logo, caiu nas graças ou garras do público e das resenhas de vários sites independentes.
Vindos do Rio Grande do Norte, a banda faz um som potente (porrada no ombro) e bastante coeso com uma fúria juvenil sem puberdade rsrsrsr
Sintetizadores, Guitarras e um Vocal ''Marginal'' que lembra os bons ventos que sopravam ou sopraram o rock dos anos 80, 90.
O quinteto segue a linha do Indie e do Stoner Rock com leves pitadas de pop e condimentos barulhistas.
A banda é formada por rostinhos conhecidos da cena potiguar: Emmily Barreto (Voz), Cris Botarelli (Synth), Lauro Kirsch (Bateria), Rafael Brasil (Guitarra) e Eduardo Filgueira (Baixo).





Far From Alaska tem um EP ''Stereochrome'' que foi produzido em 2012 por Dante Augusto (Calistoga)  e mixado por Chuck Hipólito (Vespas Mandarinas) e lança esse ano seu primeiro disco completo.
As influências vão de Dead Weather a Lana Del Rey? Sim, sim, a banda é rica em musicalidades mistas e isso torna o FFA uma das grandes salvações do rock nacional. 
Vivas ao Far From Alaska.
 

quarta-feira, 9 de abril de 2014

Aurora e seu Mágico Influxo



Tudo começou com um livro que narra a mágica de cada uma das músicas dos Beatles, no aclamado '' The Beatles- A História Por Trás de Todas as Canções.'' Bastou o coração bater forte e a cabeça borbulhar de ideias, para que Bárbara Eugenia transferisse toda sua doçura em forma de composições para o lado mais intimista de seu novo projeto chamado Aurora.
Para realizar a aurora, Bárbara convidou Fernando Cappi (Chankas), guitarrista da banda Hurtmold, que usa esse nome em seus projetos fora de seu grupo. O projeto começou em 2013 e conta com um álbum homônimo lançado em 2014 em formato digital. gravado, mixado e masterizado no Estudio El Rocha com a competência de Fernando Sanches.


O álbum é todo em inglês e tem uma veia setentista com harmonias e melodias simples, diretas e doces. na linha do folk com os mais variados instrumentos musicais tais como: violão, guitarra, rabeca, bandolim, vibrafone e outros.
Na fita do rolo, rola a pureza das mais belas melodias que só o coração pode falar ou gritar, quando necessário. É nessa sintonia que o duo prepara o lançamento do álbum em formato físico com financiamento coletivo via Crowdfunding através do site Catarse ( http://catarse.me/pt/vinilaurora ) que pretende arrecadar,  até 28 de abril, o valor necessário para pagar a prensagem dos vinis e a arte/diagramação do projeto.
Quem colaborar com o projeto será bonificado com diversos prêmios, como por exemplo, ganhar o vinil, entrar de graça nos shows do aurora durante um ano e receber  um pocket show em sua casa.






 

Stay Creepy (By) Trash No Star


Saiu o novo EP da Trash No Star e ele é cheio de desventuras noise crocantes.
 O EP foi gravado no Escritório, o clube de recreação do selo Transfusão Noise Records e conta com a produção do carismático Lê Almeida.
Confira ai as novas desventuras da Trash No Star e divirta-se






Medialunas


Medialunas é um duo formado pelo casal Liege Milk (Bateria) e Andrio Maquenzi (Guitarra) que se dividem no vocal e apresentam uma pegada cheia de fuzz e batidas pulsantes.
Oriundos de Guaíba/RS, a banda não tem medo de apostar em uma cozinha simples e bem trabalhada que mescla com Riffs maliciosos, doces e harmônicos.



A banda começou em 2006, através de composições entre o casal. O que não se encaixava nos projetos de ambos, acabou em 2011 virando o Medialunas.
Fieis ao trabalho e ao som sujo e barulhento nos moldes do grunge e do noise dos anos 90, foram soltando Singles na internet sem muita pretensão. ''Humming e Colorful foram lançados pela extinta gravadora Trama Virtual e para surpresa do casal, os singles tiveram vários downloads que deixou a banda em primeiro lugar no Top 10 do site da gravadora. O resultado foi o convite para sua estreia nos palcos em SP na festa dos sites Urbanaque e Scream & Yell e em vários festivais nacionais e na América Latina em um mês de banda.


O álbum de estreia da dupla, ''Intropologia'', foi produzido e lançado em 2012 totalmente independente, Gravado em casa e distribuído em parceria om vários selos nacionais. Medialunas prova que a música independente está cada vez mais criativa e pulsante.



Single: ''Esse Cara''.


terça-feira, 1 de abril de 2014

Agregando Atitude ao Punk da Baixada



Trash No Star  é uma banda do Rio de Janeiro, formada por Leticia Lopes- (Voz e Guitarra), Felipe Santos- (Voz e Baixo) e Angel Bauer- (Bateria). A banda foi formada em 2010 e faz um som alternativo com forte pegada feminista com influências que vão de Sonic Youth, Pavement, L7, e Stooges.




A banda tem um disco, ''Single Ladies'', Lançado em julho de 2013 pelo selo Transfusão Noise Records e produzido por Lê Almeida, e já prepara material novo para o próximo trabalho.
 

Link para download:
http://transfusaonoiserecords.blogspot.com.br/2013/07/trash-no-star-single-ladies.html

Single: