sábado, 29 de março de 2014

Baudelaires Quentes e Cativantes

Foto: Raissa Lennon

''Ana Júlia'', Já descobrimos, é power pop. A frase '' É impossível comer um só.'', do salgadinho famoso, é power pop. Aquele chiclete gordinho, macio por fora e cremoso por dentro, é power pop. A melodia mais fácil de se lembrar é power pop. Assobiar uma canção sem perceber é power pop.
Assim, os Baudelaires soam como Badfinger, Big Star, Teenage Fanclub, Posies, Damp-Damp, Cheap Trick, Shoes, The Motors, Marshall Crenshaw ou pode ser George Harrison. Sim, eles tocam Power Pop e são da Amazônia.





A banda começou em 2009, como um projeto paralelo dos músicos, Andro Baudelaire (Vinyl Laranja) e Marcelo Kahwage (Dharma Burns, La Orchestra Invisivel). Logo se juntaram a eles, Bruno Oliveira (A Volta Do Astronauta, Dharma Burns) e Ariel Andrade (Sinais Invertidos de um Mágico).

Hoje a banda conta com um novo baixista, Marcelo Damaso (Festival Se Rasgum), e vem sendo bastante aclamada em vários sites especializados em música independente autoral e fora do pais.
 The Baudelaires é uma das bandas de destaque na cena do rock paraense, cena essa, que é bastante chamuscada pelo ritmo Tecnobrega e seus subgêneros.

A banda tem dois discos, Lonely Youth- 2009, School Days- 2010 e Charlie- 2013 e dois EPs, Little Rino- 2010 e City Love- 2011, e planeja um novo trabalho para ser lançado ainda esse ano.
Então, Bons ventos para o Power/Brit Pop dos Baudelaires.



Para Baixar ''Charlie''

Nenhum comentário:

Postar um comentário